Tremembé lança seu Circuito Trapista de cicloturismo

✅ O Circuito Trapista de Cicloturismo, percurso totalmente sinalizado pela Prefeitura de Tremembé, possui mais de 27km de extensão com tecnologia QR Code.
✅ Classificado de acordo com as normas da ABNT, percurso tremembeense percorre pontos turísticos históricos, religiosos e naturais do município.
✅ Ao longo do trajeto, os ciclistas podem visitar locais por onde passaram os monges trapistas que habitaram Tremembé no início do século XX e deixaram como legado a cultura do arroz e o desenvolvimento econômico.

A Prefeitura de Tremembé lança no próximo domingo, 07 de agosto, às 8h, o Circuito Trapista de Cicloturismo, um percurso de 27 km de extensão totalmente sinalizado para os amantes da bicicleta. O percurso, classificado de acordo com as normas da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas como sendo de esforço “moderado”, tem início no centro histórico na famosa Estação Ferroviária, passa por cartões postais como o Museu Histórico e Cultural, a Basílica do Senhor Bom Jesus e a ponte antiga sobre o Rio Paraíba, e percorre um trajeto misto de asfalto e terra para perfazer os seus 27,9km de extensão.

🎤“Ao longo percurso, os ciclistas encontram placas indicativas com dicas de segurança, tipo de terreno encontrado, relevo e direção do caminho, além de totens com informações turísticas e históricas dos pontos mais importantes do município e um QR Code para acessar todo o trajeto no seu smartphone”, explica o secretário de Turismo e Cultura, Alexandre Calil.
O projeto realizado Prefeitura de Tremembé conta com a tecnologia QR Code em todos os pontos de parada para que o ciclista tenha na palma da sua mão informações sobre os principais atrativos turísticos do circuito, além do mapa completo do trajeto. Além disso, a Prefeitura já oferece conexão gratuita de internet Wi-Fi em 3 locais na rota, para que os ciclistas possam compartilhar suas experiências ao longo do pedal.

🎤“O Cicloturismo de Tremembé vai levar os ciclistas por entre os principais atrativos religiosos, arquitetônicos, históricos e naturais do município para explorar todo o nosso potencial turístico. Ao longo dos mais de 27km de percurso misto, os ciclistas encontram uma paisagem exuberante, animais silvestres, vista panorâmica da Serra da Mantiqueira, do Rio Paraíba do Sul e das várzeas de arroz, herança dos monges trapistas que habitaram nossa cidade”, conta o Prefeito Clemente.

O nome Circuito Trapista foi escolhido pelos membros do COMTUR – Conselho Municipal de Turismo para fazer um resgate histórico ao tempo em que os monges trapistas, vindos da França, habitaram a Fazenda Maristela, um dos pontos históricos que podem ser encontrados ao longo do percurso.

No início do século XX foi a partir desta localidade que os monges iniciaram o plantio do arroz, dando origem a paisagem das várzeas de Tremembé. Além disso, utilizavam a antiga Estação Ferroviária, ativa na época, para escoar a sua produção de café e de arroz através da linha férrea que cortava a cidade e se conectava com a Central do Brasil.
Além dos pontos históricos importantes, os ciclistas vão se deparar com uma paisagem exuberante, mirantes naturais e pontos religiosos relevantes como o Mosteiro Carmelita, onde viveu Madre Carminha, religiosa tremembeense que poderá se tornar santa já que seu processo de beatificação tramita na igreja católica em Roma.

O Circuito Trapista do Cicloturismo de Tremembé, que já está aberto e totalmente sinalizado, será inaugurado oficialmente no Tremembé Bike Day dia 07 de agosto, domingo, às 8h na Praça Luis Balmes s/n, durante o evento ciclístico que acontece na Festa do Senhor Bom Jesus de Tremembé.

Confira o circuito completo no link: https://www.google.com/maps/d/u/1/viewer?mid=1jsiqCMVryem_n-IXeBTWkXFg_WRTPF42&ll=-22.949542967959548%2C-45.591760523117074&z=13

SOBRE TREMEMBÉ – SP

A Estância Turística de Tremembé faz parte da Região Turística da Fé, localizada no Vale do Paraíba, às margens do rio e aos pés da Serra da Mantiqueira. É uma cidade privilegiada, situada no eixo Rio-SP, fazendo divisa com os municípios de Taubaté, Pindamonhangaba, Monteiro Lobato e Santo Antônio do Pinhal, o que permite uma grande variedade de caminhos, rotas, trilhas e graus de dificuldade em terrenos variados.

Conhecida principalmente pela vocação religiosa, a cidade de pouco mais de 48 mil habitantes (IBGE 2021) abriga a histórica Basílica do Senhor Bom Jesus, um dos mais importantes templos da religião católica, o Mosteiro Carmelita de Madre Carminha, além de prédios históricos como a Estação Ferroviária, hoje desativada, mas que data de 1914.

Tremembé também possui um passado rico em descobertas fósseis, com destaque para o Paraphysornis Brasiliensis, um fóssil muito preservado da Ave do Terror, predador carnívoro descendente direto dos raptores, e que foi encontrado no município na década de 1980. Um exemplar em concreto pode ser admirado no Museu Histórico e Cultural da cidade, assim como outros artigos religiosos e que remetem ao cultivo do arroz introduzido por monges trapistas no início do século XX.

Notícias Relacionadas

Mais recentes