Tremembé: 30 anos de Estância Turística

O dia 28 de dezembro de 2023 ocupa uma data especial ao município de Tremembé: 30 anos como Estância Turística.

A condição titular de Estância Turística paulista foi publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo no dia 28 de dezembro de 1993 (fonte: http://dobuscadireta.imprensaoficial.com.br/default.aspx?DataPublicacao=19931228&Caderno=DOE-I&NumeroPagina=9) e estabelecida pela Lei nº 8.506, de 27 de dezembro de 1993. Dispositivo jurídico que transformou em Estância Turística o município de Tremembé e que teve início com o projeto de lei nº 0703/1993 (fonte: https://www.al.sp.gov.br/propositura/?id=75797.

A lembrança dos 30 anos oferece oportunidade para se destacar os atributos, estabelecidos pela Lei Complementar nº 1.261, de 29 de abril de 2015 (fonte: https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei.complementar/2015/lei.complementar-1261-29.04.2015.html), responsáveis pelos segmentos que qualificam um município como Estância Turística. Tais como o Ecoturismo; o Turismo Rural e de Esportes que podem ser desfrutados pelos circuitos Trapista e Piraquara de cicloturismo; o turismo cultural presente desde a contemplação da arquitetura de edificações históricas como a Bica da Água Santa que representa e expressa importante parcela folclore local e regional, até a chaminé do bairro do Berizal. Construção erigida há mais de um século que ainda hoje representa o impressionante empreendedorismo dos monges Trapistas e domina a paisagem campestre que acomoda ampla vista da majestosa da Serra da Mantiqueira. Principal atrativo natural do Turismo rural e de aventura que convida os visitantes a conhecê-la mais de perto. Seja por sua imponência e biodiversidade, seja pelo esforço físico exigente que impõe a ciclistas, corredores e excursionistas que se desafiam a percorrerem as trilhas e estradas municipais em suas encostas. Algumas até os seus cimos e os premiando com a uma vista magnífica de parte Vale do Paraíba e do centro urbano tremembeense.

O Turismo de Pesca encontra-se estabelecido pelos diversos restaurantes que oferecem a pesca como recreação e a gastronomia também como um atrativo de entretenimento. Garantida pela beleza da natureza para qualquer direção em que se olhe.

O Turismo de estudos e intercâmbio se faz presente com os achados fósseis já conhecidos da Ciência Paleontológica no subsolo há mais de um século e outros em perspectivas de se descobrir a qualquer momento.

O Turismo de Negócios pode ser exemplificado nas reuniões e formações dedicadas ao estímulo ao empreendedorismo, palestras de divulgações científicas realizadas no Centro de Eventos Professora Amélia Maria Ribeiro dos Santos.

Assim como o Turismo de Eventos que ocorre tanto no Horto Municipal Duílio Iori (com atividades direcionadas à saúde física e mental e ao público infanto-juvenil com regularidade) quanto no principal palco de apresentações artísticas municipais: a Estação Ferroviária desativada Dr. Paulo de Frontin. Valioso patrimônio histórico herdado do período Trapista instalado na praça Geraldo Costa.

O Turismo Náutico guarda especial potencial a ser explorado, mas já demonstrado pela grande quantidade de embarcações que a Romaria Fluvial do bairro do Padre Eterno reúne em procissão até o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, mantendo viva uma tradição que atinge 35 anos em 2024. E que apresenta a origem Piraquara da população.

Por fim, temos o Turismo Religioso. Segmento que mantém fortes laços com a história de ocupação urbana da região passível de admiração em construções portentosas como o Santuário Basílica Menor do Senhor Bom Jesus de Tremembé. Um dos templos religiosos mais antigos do Vale do Paraíba e centro de peregrinação que atrai visitantes de todo país. Ainda há a popularmente conhecida “Capela do Berizal” (“Nossa Senhora do Sagrado Coração de Jesus”) construída pelos monges Trapistas acomodada em meio à rizicultura e ao canal do Ribeirão da Serragem que a abastece dentre outras espalhadas pelos bairros com suas regulares celebrações e manifestações litúrgicas que, de forma espontânea em meio às comunidades, concentram e mantêm o patrimônio imaterial cultural da Estância Turística de Tremembé.

E que venham outros 30 anos de Estância Turística para o município de Tremembé e que cada vez mais os segmentos e atrativos turísticos possam significar prosperidade a sua população.

 

2

Notícias Relacionadas

Mais recentes

Pregão Eletrônico Nº 44/2024

Pregão Eletrônico Nº 43/2024

Pregão Eletrônico Nº 42/2024

Pregão Eletrônico Nº 41/2024

Pregão Eletrônico Nº 40/2024

Pular para o conteúdo