Atrativos Turísticos

01 – Estação Ferroviária Dr. Paulo de Frontin

A Estação Ferroviária desativada Dr. Paulo de Frontin é palco dos principais eventos do município. Localizada na praça Geraldo Costa e ladeada pelo Museu Municipal Histórico-Cultural Laurindo de Paula e pelo Centro de Eventos Professora Amélia Ribeiro dos Santos, foi inaugurada em 1914, como extensão à Estrada de Ferro Central do Brasil e desativada na década de 1950. Essa mesma extensão foi resultado do trabalho dos monges Trapistas que se instalaram no município da Estância Turística de Tremembé no período de 1904 a 1931. Que reivindicaram o trecho de via férrea para a promoção do escoamento da produção de arroz em direção aos centros consumidores. A estação hoje figura como principal atrativo histórico-cultural do centro político-administrativo tremebeense. Herança do período trapista, permanece como símbolo da primeira cidade do Vale do Paraíba Paulista a ter rizicultura como produção agrícola.

02 – Santuário e Basílica do Senhor Bom Jesus

O Santuário Basílica do Senhor Bom Jesus teve sua origem em uma capela para culto à Nossa Senhora da Conceição. Em 1663, esta capela recebeu a imagem do Senhor Bom Jesus, que ali permaneceu até 1672, quando foi transferida para uma capela própria. O crescente número de fiéis criou a necessidade de sucessivas ampliações da capela, que por volta de 1795 atingiu as proporções atuais. Em 1907, três anos após a chegada dos monges trapistas à cidade, foi criada a Paróquia do Senhor Bom Jesus de Tremembé (desmembrada da Paróquia de São Francisco das Chagas de Taubaté) e a Igreja do Bom Jesus, elevada à Matriz Paroquial, recebeu também o título de Santuário Arquiepiscopal, concedido por Dom Duarte Leopoldo e Silva (na ocasião arcebispo de São Paulo). Em 23 de novembro de 1974, o Santuário do Bom Jesus recebeu o título de Basílica Menor, dado pelo Papa Paulo VI. O título expressa uma especial vinculação do templo com a Igreja de Roma, podendo usar as chaves pontifícias em seus emblemas.

 

03 – Romaria Fluvial dos Pescadores

Partindo das margens do Rio Paraíba do Sul, na região do bairro do Padre Eterno em Tremembé, a Romaria Fluvial é conduzida em grupos de embarcações de pequeno porte que percorre 47 quilômetros rumo ao centro urbano de Aparecida do Norte. Esse tradicional evento católico tremembeense ocorre há mais de 30 anos e foi idealizado pelo pescador Benedito “Seu Tico” Teodoro, e acontece desde 1989 sempre no segundo domingo de julho. Seu Tico foi responsável pela organização por 17 anos consecutivos até seu falecimento. O evento é realizado em formato de romaria, em comemoração ao dia de São Pedro (o protetor dos pescadores). A saída ocorre às 07 horas da manhã das margens do Rio Paraíba do Sul do na região do Bairro do Padre Eterno (Tremembé) e com encerramento nas proximidades do Porto Itaguaçu (local onde foi encontrada a imagem da padroeira do país), no bar do Peixe em frente ao Santuário Nacional.

04 – Carmelo da Santa Face e Pio XII

Mosteiro Carmelita em que existe o Memorial Madre Carminha, dedicado à preservar a história da religiosa em fase de beatificação com diversos objetos que pertenceram a ela. Entre eles, a cama, um breviário de oração, um terço, o hábito religioso, além de um piano e uma viola que ela tocava, entre outros objetos. Também existe no local uma “Sala dos Milagres” onde os devotos deixam fotos, cartas e objetos de graças alcançadas pela intercessão da religiosa. Os espaços podem ser visitados de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. E aos sábados durante a missa realizada às 17h, e aos domingos, na missa das 10h30. Na área externa do mosteiro há uma capela e um museu com os pertences da Venerável. Espaço aproveitado também com uma loja de produtos artesanais e área de lazer familiar preparada para acolher os que vem até o Mosteiro prestigiar as apresentações culturais e religiosas. Nas dependências do mosteiro é organizada a festa litúrgica no domingo de Cristo Rei.

05 – Feira do Artesanato de Tremembé

A Feira do Artesanato de Tremembé acontece quinzenalmente na região central da cidade. Revezando entre as duas principais praças, a Luis Balmes (Praça da Basílica) e a Geraldo Costa (Praça da Estação), a feira é um espaço para a exposição e comercialização da arte, cultura e do folclore tremembeense, sendo realizada sempre aos finais de semana (sábados e domingos das 9:00h às 16:00h). Visitar a Feira do Artesanato de Tremembé é estar em contato com a cultura, a história e os costumes da nossa gente.